Mantas Portuguesas

Mantas de lã Portuguesas- saiba quais são as marcas que mantêm uma tradição ancestral, onde se fabricam e vendem:

Sempre tive um fascínio por mantas. A primeira que comprei, e ainda tenho, é de lã em xadrez vermelho. O nosso país tem uma larga tradição no fabrico de mantas de lã artesanais, embora com o aparecimento de edredons e fibras sintéticas, muitas fábricas e artesãos tenham fechado portas. De Norte a sul do país, ainda há quem resista ou retomou tradições antigas. A Burel Factory, a Fabricaal (mantas alentejanas de Monsaraz), o centro de Artes Roque Gameiro em Minde, ou os cobertores de papa originários da Guarda são bons exemplos de resiliência e inovação de um ofício ancestral.

Com a chegada do Outono, a aproximação do tempo frio, e dos dias pequenos, as mantas ganham protagonismo nas nossas casas. Com uma dupla função; decoração e aquecimento, encontramos no mercado exemplares para todos os gostos. De várias cores e tamanhos.

Mantas de Burel

O Burel  é um tecido artesanal português, feito de lã dos ovinos. De excelente qualidade, muito quente, impermeável, e aspecto robusto. Algumas das qualidades do Burel:

  • Resistente ao fogo;
  • Promove o isolamento acústico;
  • Promove o isolamento térmico;
  • Resistência à abrasão;
  • Não cria borboto (contrariamente à maioria dos tecidos).

A Burel factory despensa apresentações. Há vários anos reabilitou a Fábrica de Lanifícios Império, investiu e apostou em design e novos produtos. Hoje em dia vende para todo e país e exporta as suas mantas a partir da Serra da Estrela. Na Burel Factory, não há “dead Stock”; todos os tecidos são reaproveitados para outros produtos.

Onde comprar: A Burel Factory possui loja on line e lojas próprias e pontos de venda em todo o país. https://www.burelfactory.com/en/about-us/stores/

Preço a partir de: 134€

Mantas de Minde

Minde é uma pequena aldeia do concelho de Alcanena, que ficou conhecida pelo fabrico de mantas de lã com cores garridas. A produção caiu na  2ª metade do Séc XX, e foi recentemente reabilitada pelo Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro. A produção destas mantas é artesanal e são fabricadas com lã nacional.

Com os restos de tecido fabricam-se ainda uma série de produtos, desde bolsas, malas, peças de vestuário e alguns artigos de decoração.

Curiosidade: em Julho de 2020, obtiveram o  3º lugar no evento” 7 Maravilhas da Cultura Popular”.

Onde comprar: Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro

Onde comprar: Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro em Minde
Preço a partir de: 90€ m2

Saiba mais em https://www.facebook.com/Mantas-de-Minde-529703830536823/

Cobertores de papa

O Cobertor de papa é típico da região da Guarda, produzido na localidade de Maçainhas. É um acessório característico dos pastores serranos (utilizado para afastar os lobos), obtido a partir da lã churra de ovelha (Churra é uma espécie de ovelhas originária de Península Ibérica). O cobertor de papa deixou de ser fabricado temporariamente no final do Séc XX, e a sua produção foi retomada pela Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM), criada em Maio de 2018 São produzidos na Fábrica de Cobertores de José Freire, a última no país a produzi-los. Pode visitar o Museu de Tecelagem de Meios, e ficar a saber um pouco mais sobre a sua história e confeção.

Saiba mais sobre este projeto no artigo da revista Evasões: https://www.evasoes.pt/o-que-fazer/guarda-no-museu-de-tecelagem-de-meios-nascem-cobertores-dignos-de-um-papa/998345/

Mantas de Monsaraz

As Mantas de  de Monsaraz são uma referência fundamental na história desta vila Alentejana.  O seu fabrico terá começado por volta dos séculos XIII-XIV e mantém-se até aos nossos dias.

A Fábrica de Lanifícios do Alentejo existe desde os anos 30 do SÉC XX. Inicialmente uma pequena oficina, passou por vários proprietários, foi adquirida no final dos anos 70  pela Holandesa Mizette Nielsen, que introduziu inovações, expandiu a produção e manteve a Fábrica a funcionar até aos dias de hoje. Em 2020 a fábrica mudou novamente de mãos, mas mantém a tradição de Fabrico com lã oriunda das ovelhas de raça Merino. Hoje em dia podem ser personalizadas pelo cliente.

Onde comprar: https://www.fabricaal.com/. Também à venda na “A Vida Portuguesa”https://www.avidaportuguesa.com/pt/loja/roupa-de-casa
Preço: A partir de 140€

Mantas de Mértola

Um dos mais antigos ofícios artesanais do concelho de Mértola é a Tecelagem de mantas de lã. Os motivos decorativos das mantas de Mértola têm influências no passado islâmico.
Tendo como base matéria prima de qualidade, são utilizadas no seu fabrico  técnicas tradicionais de produção.

Hoje em dia são produzidas e comercializadas pela oficina da Cooperativa de Tecelagem de Mértola, que promove várias atividades ao longo do ano, entre elas workshops sob o ciclo da lã. A cooperativa tem ainda uma parceria com a Tinturaria Natural, que visa a Valorização da lã de ovelha Campaniça através do fabrico de fios com tingimento natural, permitindo a criação de produtos com caracterísitcas diferenciadoras e com potencial de dinamização económica e regional. Saiba mais sobre este projeto em https://tinturarianatural.pt/la-campanica/

Com este post pretendo dar a conhecer melhor alguns projetos que apostam na valorização de produtos nacionais, recorrendo a técnicas ancestrais de fabrico, com a Sustentabilidade ambiental, social e económica em vista, e que resultam em produtos duradouros e de grande qualidade.

Poderá também gostar de: https://o-mundo-ao-contrario.com/moveis-reciclados-ideias-criativas/

Espero que tenha gostado.

Até breve,

Patrícia

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.